Uma visita ao coração da Irlanda | A visit to the heart of Ireland

Num dos nossos passeios pela famosa O’Connell Street que já vos descrevemos aqui, decidimos marcar uma tour com destino a Galway, mas que pelo caminho passaria também por outros sítios de grande interesse tais como o Parque Nacional de Connemara, o Killary Fjord e a Abadia de Kylemore. É sobre estes três locais que vos falaremos hoje.

In one of our walks along the famous O’Connell Street that we have talked about here, we decided to book a tour to Galway but that would pass through other interesting places such as the Connemara National Park, the Killary Fjord and the Kylemore Abbey. It’s about these three places that we are going to talk today.

Há hora marcada, lá estávamos nós e mais umas dezenas de pessoas à espera de entrar a  bordo do autocarro que nos levaria a conhecer esta Irlanda que apenas costumamos ver nos filmes e nas histórias de duendes e de potes de ouro no fim do arco-íris.
A viagem iniciou e tivemos a sorte de ter um condutor/guia fantástico que pelo longo percurso que percorremos nos foi dando várias lições históricas sobre o país, nomeadamente no que se refere à Grande Fome Irlandesa de 1845-1849 e ao porquê de a Irlanda ser um país de muitos prados verdes mas de poucas florestas, o que nem sempre fora assim.

At the scheduled time, we and dozens of people were waiting to enter the bus that would take us to know the Ireland that we are used to hearing about in films, in leprechaun’s stories and in stories of pots of gold at the end of the rainbow. 

2017-04-15 13.17.482017-04-15 09.51.19-1

Pelo caminho tivemos oportunidade de comprovar muito do que o guia nos ia transmitindo e de ver as famosas ovelhas de cabeça preta, cavalos, montanhas feridas pela agricultura excessiva, palácios, típicas vilas Irlandesas e muito mais.

On the way, we had a chance to see much of what the guide was telling us and see the famous black-headed sheep, horses, mountains damaged by agriculture, palaces, typical Irish villages and much more.

2017-04-15 09.55.382017-04-15 10.07.042017-04-15 13.28.24-1

Antes de chegarmos a Galway fizemos três paragens, a primeira em Killary Fjord onde tivemos a possibilidade de entrar a bordo de um ferry que durante 45 minutos nos levou a conhecer este fiorde que tem um comprimento de 16 quilómetros e uma profundidade média de 45 metros, sendo que extende desde o Oceano Atlâncico até Leenane. Este é o único fiorde da Irlanda e surpreende pelas montanhas que o rodeia e pela fauna e flora que lhe dá vida.

Before arriving in Galway we made three stops, the first one was in the Killary Fjord where we had the chance of boarding a ferry that during 45 minutes took us to know this fjord that has a length of 16 kilometers and it is 45 meters deep. It runs from the Atlantic Ocean to the town of Leenane. This is the only fjord in Ireland and surprises by the mountains that surround it and for the fauna and flora that gives life to it. 

2017-04-15 12.03.052017-04-15 12.02.48Processed with VSCO with s3 presetProcessed with VSCO with c1 preset2017-04-15 12.02.55

A segunda paragem foi o Parque Nacional de Connemara, um dos seis maiores parques de toda a Irlanda. Este parque foi aberto ao público em 1980 e possui uns grandiosos 2957 hectares compostos por montanhas, pantanos, campos e florestas. Existem aqui vestigios de civilizações antigas comprovadas por túmulos com mais de 4000 anos de idade. Grande parte destes espaços foram outrora parte da Abadia de Kylemore, que por sinal foi a nossa paragem seguinte.

The second stop was Connemara National Park, one of the six largest parks in Ireland. This park was opened to the public in 1980 and has 2957 hectares of mountains, marshes, fields, and forests. There are vestiges of ancient civilizations proven by tombs of over 4000 years old. Much of these spaces were once part of Kylemore Abbey, which by the way was our next stop.

2017-04-15 13.43.33Processed with VSCO with c1 presetProcessed with VSCO with c1 presetProcessed with VSCO with c1 presetProcessed with VSCO with c1 presetProcessed with VSCO with c1 preset

Construída sobre as ruínas do Castelo de Kylemore, a Abadia de Kylemore, é desde 1920 um convento de freiras Benedictinas que fugiram da Bélgica durante a I Guerra Mundial. Contudo a sua origem remonta a 1868 quando Mitchell Henry, um médico rico de Londres se mudou para o condado de Galway e se tornou politico. Esta abadia é sem dúvida um dos edificios mais bonitos que vimos durante a nossa viagem pela Irlanda que nos seduz pela sua aquitectura, pelos seus jardins Victorianos e por toda a sua envolvência.

Built on the ruins of Kylemore Castle, Kylemore Abbey, it has since 1920 been a convent of Benedictine nuns who fled Belgium during World War I. However its origin dates back to 1868 when Mitchell Henry, a wealthy London physician moved to the county of Galway and became a politician. This abbey is undoubtedly one of the most beautiful buildings we have seen during our journey through Ireland that seduced us with its architecture, its Victorian gardens and the nature that surrounds it.

2017-04-15 12.22.552017-04-15 12.23.09 HDR

Não estivessemos nós a caminho da Galway e certamente aproveitaríamos para passar mais tempo em cada um deste locais situados bem no coração da Irlanda.

If we were not on our way to Galway we would certainly enjoy spending more time in each of these places situated right in the heart of Ireland.

Processed with VSCO with c1 preset

Ivan

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.