Curitiba, um Brasil diferente

Conhecer Curitiba é conhecer um Brasil diferente, pelo menos do ponto de vista de um turista. Assim que aterrámos no aeroporto internacional Afonso Pena, percebemos que esta cidade nos mostraria uma realidade a que não estávamos habituados neste país.
O frio que se fazia sentir às 18h da tarde, já fazia prever o que iríamos sofrer nas duas noites em que estaríamos na cidade. Não íamos preparados para tão baixas temperaturas, é um facto. Sempre achei impossível ficar a “bater o dente” no Brasil.
Depois do choque inicial, fizemo-nos ao caminho e apanhámos um autocarro executivo que nos levou ao centro da cidade, onde ficámos instalados. O nosso airbnb ficava localizado mesmo em frente ao Shopping Estação, um dos maiores de Curitiba, bem no coração da cidade.

Curitiba é a capital do estado do Paraná (um dos 3 três estados do sul do Brasil) e é habitada por quase dois milhões de pessoas. É  também, a cidade localizada mais a sul, que visitámos durante o nosso trajecto de 1 mês pelo Brasil, justificando então os 3ºC que se faziam sentir de manhã.
As principais atracções da cidade encontram-se afastadas umas das outras, tal é a dimensão da cidade e por isso mesmo, decidimos embarcar a bordo do autocarro turístico que faz a ligação entre os vários pontos de interesse e desta forma, poupar tempo e dinheiro.
A primeira paragem foi o famoso Jardim Botânico, inaugurado em 1991, e que contém um sem número de espécies vegetais da flora Brasileira. A sua mais bela estrutura é a estufa de ferro e vidro, inspirada no palácio de cristal londrino, que se localiza na zona central do jardim, e da qual temos uma vista privilegiada sobre a cidade.

Mais tarde tivemos oportunidade de apreciar uma fantástica obra da arquitectura que é o Museu Oscar Niemeyer e o encantado Bosque do Alemão onde se transpira qualidade.
Demos um saltinho à Universidade Federal do Paraná e à Catedral de Curitiba, ambas localizadas no coração da cidade.

Uma das atracções de que mais gostámos pela sua beleza e simplicidade foi a Ópera de Arame, construída em 1992 e cuja edificação demorou apenas 75 dias. Encontra-se rodeada por um lago artificial e a entrada no recinto é feita através de uma ponte pedonal que eleva a sua beleza a um outro nível.

Ainda tivemos oportunidade de ficar a conhecer o Bairro de Santa Felicidade, local onde se encontram os melhores restaurantes da cidade.
Ainda hoje não sabemos porque decidimos visitar Curitiba, mas ainda bem que o fizemos , caso contrário estaríamos a perder um pedaço importante da cultura Brasileira.
Ivan

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *